Suporte emocional ajuda a combater os impactos sociais da pandemia

Ações da LBV intensificam o fortalecimento de vínculos afetivos 

Isolamento social, desemprego, alta nos preços dos alimentos, dificuldades econômicas e muitas incertezas, este é o cenário que retrata a pandemia do novo coronavírus para um número significativo de pessoas que se encontram em situação de vulnerabilidade social. Em pesquisa realizada com atendidos pela Legião da Boa Vontade (LBV) para descobrir os desdobramentos da Covid-19 no âmbito da assistência social constatou-se que a pandemia elevou a sensação de tristeza das pessoas, 59% dos respondentes alegaram ter esse sentimento acentuado e se sentiram desamparados durante esse período.  

“Não tem como alguém ficar bem se não tem o básico para a sobrevivência. É uma questão humana”, relata Daniela Ainhoren, psicóloga da LBV. Os números atestam um cenário desfavorável e por esse motivo é essencial intensificar ações de apoio aos que mais necessitam de ajuda na sociedade: “Na LBV atuamos na proteção social básica da Política Nacional de Assistência Social ininterruptamente, então, todo trabalho está voltado na prevenção de riscos sociais e pessoais, sempre no caráter da proteção, prevenção e proatividade com atendimento à distância por telefone, viabilizando a garantia de direitos”, comentou a assistente social da LBV Rafaela Morello. 

Além do amparo com itens de primeira necessidade, como por exemplo entrega de cestas de alimentos e kits de higiene e de limpeza, a LBV prioriza em seu atendimento o fortalecimento do lado emocional aos seus atendidos, dando orientação e suporte nesse sentido, contribuindo no reforço dos vínculos afetivos com a ajuda de profissionais especializados. 

De acordo com a supervisora de Psicologia do Departamento Socioassistencial da entidade, Fabiane Brugnolo: “é importante para uma família ter esse fortalecimento de vínculos nesse momento de pandemia, pois auxiliará no desenvolvimento da afetividade, acolhimento, superação das adversidades e elaboração de estratégias de auxilio mútuo, tanto para a família, quanto para a comunidade, uma vez que em um momento de sofrimento o vínculo é uma forma de ressignificação de vivências”. 

O atendimento prestado pela LBV prioriza uma escuta qualificada para ajudar seus usuários, garantindo o acesso aos seus direitos assim como auxiliar no reforço psicológico. Para a psicóloga Daniela, que atua na LBV em Porto Alegre/RS, a escuta e o acolhimento promovidos pela entidade são primordiais para que as famílias não se sintam sozinhas: “poder falar e ser escutado já ajuda a ver que tem um apoio. O emocional é importante porque ao se sentir amparadas, fortes e acompanhadas, elas terão condições de ter uma vida mais digna”. Outras informações você confere no www.lbv.org.br

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Abrir chat
Entre em contato conosco!
Olá, em que podemos te ajudar?