maio 3, 2020

Marchezan anuncia retomada gradual ao trabalho em Porto Alegre

O prefeito Nelson Marchezan anunciou nesta sexta-feira (01/05) o retorno das atividades econômicas em ritmo lento e gradual na Capital. Com a notícia, estima-se que, com a flexibilização, 147 mil pessoas poderão voltar ao trabalho presencial.

Até 31 de maio, existirão medidas restritivas em relação à circulação de pessoas. O retorno parcial ocorrerá a partir de terça-feira (dia 5 de maio) dos seguintes nichos:

*Autônomos;

*Profissionais liberais;

*Microempreendedores individuais (MEIs);

*Microempresas (incluindo lojas de rua, com equipe reduzida e limitação de número de clientes atendidos simultaneamente);

*Serviços de advocacia e contabilidade;

*Conselhos de fiscalização do exercício profissional;

*Marinas para guarda e manutenção de embarcações de esporte e lazer;

*Clubes sociais podem funcionar exclusivamente para o condicionamento físico de atletas profissionais contratados;

*Ensino individual de música, dança e artes.

O comunicado visa a retomada do comércio de menor porte. Shoppings e centros comerciais seguirão vetados. “O nosso critério foi necessidade”, explicou Marchezan.

O prefeito afirmou que, após a liberação de um setor, é necessário aguardar entre 10 e 15 dias para avaliar os impactos na sociedade relacionados ao coronavírus. Na segunda quinzena de maio, será possível ver quais efeitos e reativação das pequenas empresas causarão nos níveis de transmissão do vírus.

O que segue vedado?

*Shoppings

*Lojas de shoppings ou de rua de maior porte que não se classificam como microempresa

*Academias de ginástica

*Casas noturnas

*Teatro

*Bibliotecas

*Museus

*Brinquedotecas

*Espaços Kids

*Salões de festa, quiosques e espaço gourmet

*Atividades presenciais de Ensino Infantil, Fundamental, Médio e Superior.

Fonte: Jornal Zero Hora

Número de Visitas: 58

Deixe um comentário

Your email address will not be published.